Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2004

Futebol em Portugal-versão pré campanha

Ontem vi o ministro das finanças falar na falta de cumprimento de pagamento de impostos dos clubes de futebol.
Sinceramente, acho Criminoso o que se passa no futebol em Portugal, desde o mau jogo praticado, à corrupção que passa incólume, ao excesso de clubes nas várias ligas, à paralização completa e amorfa de um sistema que já há anos é bafiento.
Porém, tudo isto só demonstra que o objectivo de estupidificar para reinar por vezes dá os seus frutos, e infelizmente em Portugal dá um verdadeiro pomar. Em Itália (país também ele do sul) a Fiorentina faliu por não pagamento de dívidas. Mas estão a ver isso acontecer cá em Portugal a um dos grandes?
É isto que nos distingue dos outros e é isto que impede o nosso crescimento. Basta dizer que com a venda de dois/tres jogadores por cada clube dos três grandes as respectivas dívidas seriam saldadas. Mas não, isso não importa o que importa é que haja bola, e da má.
Infelizmente, gosto de futebol, gosto muito de ver jogos, mas cada vez mais, os bons são mais escassos. Mesmo esses grandes clubes onde se fazem as contratações que pagariam as dívidas, têm cada vez um futebol pior, onde garotos à primeira contradição fazem birra.
Para solucionar estas questões, bastava que tivéssemos mais gente adulta em Portugal, mais gente que decidisse e que batendo com a mão na mesa dissesse que esta pouca vergonha tem de acabar, exigindo responsabilidades, promovendo o efeito de cascata destas acções. O governo exigiria sem condições aos clubes (creio que estes já tiveram demasiadas opções e tempo para resolverem as suas situações), os clubes exigiriam melhor jogo e aplicariamsanções aos jogadores e o público exigiria que o essencial fosse tratado em primeiro lugar, ou seja: Primeiro o País e depois os clubes.

1 comentário:
De Comandante Valria Fadista a 23 de Dezembro de 2004 às 13:33
Exmo Senhor Silvério
Mui Atento Leitor da Ciência Vida R.I.A.P.A.
Vamos dar nomes às suas humildes letrinhas, para que não lhe falte nada.
Imaginemos que o Senhor José (nome escolhido ao acaso, que gosta de ser penetrado desde pequenino, e que foi por o ter apanhado com um Infante que a mulher o deixou, vai ocupar um cargo de importância vital para o seu país.
Para não prejudicar a sua imagem de um Homem Sério, Íntegro e Trabalhador, omite a sua relação com um Turco.
Bakov, que está atento, marca um encontro com o senhor Jibril Saleh e mostra-lhe fotografias do namorado em cenas comprometedoras com miúdos: cambalhotas à frente e à rectaguarda!
Jibril fica ao mesmo tempo Revoltado e Assustado (duas excelentes Emoções Primárias, capazes de influenciar eficazmente as Emoções Secundárias). É a altura de Manipular o Turco!
Jibril irá Confrontar e Avisar o parceiro das suas Tendências Esquisitas e da Denúncia Pública da Relação!
Aqui entram as Emoções Secundárias em Jogo: que se lixe o país, entreguem os Documentos Secretos ao Bakov. Com isto a vida seguirá normalmente, porque não é eterna.


Professor Doutor João da Quinta



Comentar post

.Procurar Dizeres

 

.Agosto 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Dizeres recentes

. VOTEM Na Bandeira que Que...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

. Bandeira de Portugal Alte...

.Dizeres Antigos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds